Por falta de óculos de proteção, paciente fica cega em procedimento odontológico

0

Quando a norte-americana Jenn Morrone entrou no consultório do dentista para fazer um tratamento de canal, ela nunca pensou que iria se tornar “a mulher que perdeu a visão durante um procedimento odontológico”., principalmente porque essa parece ser mais a premissa de um filme de terror.

Porém, o horror chegou de verdade quando um procedimento muito simples, seguro e rotineiro deu muito errado!!

Quando recebe os pacientes, o dentista tem algumas práticas padrão que ele aplica em cada consulta. Ele sempre coloca aquele babeiro em seu pescoço, coloca o sugador de saliva no lado da boca e passa o tempo fazendo perguntas sobre sua vida que você não consegue responder.

O dentista sempre coloca luvas, máscara facial, protetor de olho ,inclinando a cadeira antes de começar o seu trabalho.

Porém, algo que os dentistas sempre deveriam fazer é oferecer óculos de proteção também ao paciente antes de realizar qualquer procedimento.

Se o dentista de Morrone não tivesse esquecido dessa parte, talvez ela ainda tivesse o olho direito.

Acidente 100% prevenível

Quando o cirurgião dentista preparava para lhe injetar codeína, uma seringa com agulha caiu dentro do olho.

Na hora, o dentista lhe deu apenas um lenço e seguiu como tratamento. Mas Jenn Morrone não sabia o risco que corria, nem as possíveis consequências, até que acordou gritando de dor durante a madrugada.

Os médicos não conseguiram salvar o olho de Jenn, apesar de todas as tentativas e cirurgias. A bactéria de sua boca causou uma infecção grave que resistiu a antibióticos e cirurgias múltiplas.

Eu pessoalmente acho que deveria ser obrigatório”, disse o oftalmologista Dr. Christopher Brady a CBS News. “As bactérias e os germes que vivem dentro da boca são muito perigosas se entrarem em contacto com os olhos”. 

Agora, Jenn Morrone usa um olho protético.

“Foi um acidente 100% evitável o que aconteceu comigo“, disse Morrone a CBS News . “Se me tivessem colocado uma proteção para os olhos, não estaríamos aqui e eu ainda teria minha visão e minha vida seria muito diferente”.

Nos Estados Unidos, a associação dentária nacional recomenda proteção ocular para todos os pacientes dentários. Mesmo o spray de limpezas padrão pode espalhar bactérias perigosas.

Porém, uma pesquisa realizado nos Estados Unidos mostra que 20% dos dentistas nunca dão a proteção para seus pacientes usarem e que apenas 6 por cento dos pacientes responderam que já usaram a tal proteção. 

Enquanto Jenn Morrone fez um acordo com o dentista, que permaneceu anônimo, ela criou uma página no Facebook para alertar as pessoas sobre o risco que correm se não usarem proteção nos olhos na cadeira do dentista.

Essa é a história de Jenn Morrone que, infelizmente, é real. Jenn transformou sua tragédia pessoal em um alerta que vem sensibilizando a comunidade odontológica e emponderando pacientes com a informação sobre a importância  do uso de óculos de segurança em todas as consultas odontológicas.