VEJA COMO UMA DENTISTA DESCOBRIU QUE UM GAROTINHO SOFREU VIOLÊNCIA SEXUAL

0

Prepara-se, pois esta história é de arrepiar!

Uma mãe descobriu que o seu filhinho de apenas 6 anos de idade sofreu violência sexual, depois que o levou a uma dentista no posto de saúde em situado na cidade de Avaré no espado de São Paulo.
Apareceram, na boca do garoto, várias feridas típicas de uma DST e a profissional suspeitou, então, que garotinho havia contraído HPV, uma doença sexualmente transmissível. Após três consultas com a equipe médica do local, foi confirmada a suspeita devido ao formato e coloração. Pressionado pela mãe, ele contou que foi abusado pelo vizinho, de 21 anos, que foi detido, de acordo com as informações da Polícia Militar. O menino, também, fez um exame, para confirmar a doença.

“Depois que a criança contou com riquezas de detalhes sobre local, horário e até mesmo sobre as tatuagens do suspeito, a mãe reconheceu o vizinho. A criança contou que foi levada à força ao quintal de uma residência vizinha e que fica desocupada durante o dia e foi obrigada a fazer sexo oral. A data também coincide com o tempo em que o homem estava livre da prisão. O suspeito tem passagens por tráfico de drogas. Então, prendemos o meliante, preventivamente, por 30 dias.” explicou, na época do ocorrido, o delegado de Avaré, João Luiz de Almeida.

A Dentista que fez o atendimento à vítima,  contou que a mãe achava que as feridas eram resultado de mordidas. Mas o HPV é característico por ter “verrugas” com manchas brancas. A Dentista retirou a ‘verruga’ e mandou para biópsia.