>Youtube – aprenda como tratar dentes em casa!



>

Hoje em dia existe uma nova categoria de paciente: o paciente informado. É aquele indivíduo que pesquisa tudo na internet antes de ir na consulta. Já sabe que tratamentos o dentista deve fazer e, quase sempre, COMO o tratamento deve ser feito. Se dissermos o contrário do que o paciente informado deseja ouvir, somos olhados com desconfiança.

As culpas deste fenomeno podem ser várias, desde a má qualidade da informação que predomina na internet, até a inteligência e pouca formação de quem pesquisa. Mas também há aqueles que pura e simplesmente não valorizam o trabalho de um profissional e querem economizar algumas moedas, fazendo todo o serviço em casa. Para isto, recorrem aos milhares de vídeos encontrados no Youtube que ensinam tudo que é necessário para fazer qualquer tipo de tratamento odontológico.

Exemplo disto são os tratamentos estéticos, como o clareamento dental caseiro, onde vídeos ensinando com se faz EM CASA para ter os dentes mais branco possuem milhares de visualizações:

O resultado?
 Este abaixo, colhido diretamente do Yahoo Respostas da Odontologia:

clareamento dental caseiro

Mas a Ortodontia, especialidade mais mediática da Odontologia, também não fica de fora, a nobre arte de desentortar dentes também está bem representada no Youtube:

As iatrogenias causadas por vídeos como este, que ensinam como tirar o aparelho ortodôntico em casa, devem encher bastante a carteira de alguns colegas. Já foi visualizado por quase 200 mil pessoas e aposto um dente do siso em como já muita gente tentou fazer o mesmo em casa. Não é raro eu receber email com perguntas do genero “como tiro as bandas do aparelho em casa ?”.

E a Cirurgia? Existem dezenas de vídeos ensinando como ARRANCAR dentes em casa (no caso é ARRANCAR mesmo, que só dentista EXTRAI dentes):

A coisa vai tão longe que até já existem sub nichos, como o Odontoblogia mostrou aqui: 10 maneiras de extrair um dente de leite. Impressiona.

E a lista poderia prolongar-se por aí afora, desde como colocar piercing em casa até o como fazer sua própria dentadura. Mas se pensam que são só pacientes (ou potenciais futuros pacientes) que causam problemas a si próprios, vejam só o dentista ensinando os colegas como se coloca um implante de dente em casa:

Dentista para que, se temos o Youtube que ensina tudo o que precisamos saber para tratar os dentes no conforto do lar!


6 comentários

  1. >Por isso devemos ser seletivos no conteúdo presente na Internet! As pessoas nem desconfiam que existem "Trolls" que colocam falsa informação para criar polêmicas e contradições!
    Os mesmo que acreditam em tudo o que olham na Net, são os que repassam correntes de E-mails achando que se não o fizerem vão ficar com uma maldição até a terceira geração! Essa é a inclusão digital! Geração Tiririca!

  2. >Pra que faculdades de odontologia com tanta geente esperta no youtube, né?

  3. >Po!! O cara escovou o dente com sal de cozinha??????
    Da próxima tenta sal grosso ow jumento….
    :P
    e bota um pouquinho de vinagre junto, que é pra matá os germes…

  4. >Desculpe… mas vou ter que perguntar. Achei este post interessante, e gostaria de saber se posso adaptá-lo para um de meus blogs, mudando o título e boa parte da mensagem, deixando só a idéia central. Ps.: Vou citar a fonte da mensagem… (o que eu pretendo fazer na verdade é uma análise da postagem me referindo sempre à sua original). Preferi perguntar antes, para não parecer um kibador (o que não sou).

    Se quiser entrar em contato: joaofylho@gmail.com

    Aguardo a resposta.

  5. >Pronto! Post publicado, mudei o texto, mantive os vídeos e a imagem e mantive o tema central com uma leve ampliação da causa (atingindo todos os profissionais da saúde, não só dentistas). O post está em: http://joaofylho.blogspot.com/2010/10/aprenda-como-nao-cuidar-dos-dentes-em.html

    Qualquer coisa me contate.

  6. Mellissa Hellen

    Vamos dar uma olhada do outro lado da moeda, ou seja, do lado do paciente. Quem necessita de um tratamento dentário, não pode jamais “quebrar o galho” em casa mesmo, isso é fato, mas o que eu não concordo com você e com outros dentistas e médicos é o fato de se sentirem incomodados com os “pacientes informados” que no caso existem duas categorias deles: aqueles que querem dar uma de espertos e saber mais que o profissional porque leram alguma coisa sobre o assunto na internet e aqueles, eu sou uma delas, que não são dentistas nem médicos, mas são pessoas de nivel cultural desenvolvido e que procuram a informação e o conhecimento independentemente da área onde atuam. Eu por exemplo, sou formada em Biblioteconomia, e na minha formação me é exigido conhecimento geral em todas as áreas, até porque trabalho numa biblioteca universitária e oriento a leitura e pesquisa de livros nos mais variados segmentos da cultura. Por isso preciso entender um pouco de cada área. Já meu irmão é jornalista e tem sede pela informação e o conhecimento e nós dois utilizamos a internet para ampliar nossos conhecimentos em tudo, inclusive no que diz respeito a nossa saúde. A internet tem sim muito lixo em nome de informação, mas procurando da forma correta por conteúdo sério se aprende sim muita coisa em qualquer área do conhecimento. Eu e meu irmão fizemos um tratamento dentário bastante longo, mas a própria dentista nos recomendou buscar informação sobre o assuto na internet para entender melhor o tratamento, já que também por algumas vezes fomos vítimas de dentistas canalhas que queriam apenas ganhar dinheiro e até hoje eu tenho um dente que foi excessivamente perfurado por um dentista que ganhava mais dependendo do tamanho da obturação e hoje esse meu dente acabou se quebrando todo e nem bloco conseguiu segurar ele, perdi um dente a toa quando só precisava de uma pequena obturação. Isso eu não vi na internet, foi a minha dentista que falou analisando o dente. Por isso quando eu vou a alguma consulta ou alguém da minha casa vai eu pesquiso sim na internet para não chegar no consultório alienada e desinformada e ser novamente vítima de maus profissionais, pois a gente nunca sabe quando vai se deparar com um, não é? A informação usada da forma correta instrui, acrescenta, orienta, abre portas e possibilita uma melhor comunicação entre o paciente e o profissional, porque de nada adianta o trabalho do dentista ou médico se o paciente é uma ameba e não sabe tratar da própria saúde, Finalizando, a busca pela informação prova que o
    paciente é o mais interessado na própria saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top