>Como não escovar dentes de crianças.



>

pasta de dentes

Com a nova rotina, uma das minhas obrigações é cuidar da escovação dos dentes do meu bebê. O fato de ser dentista não ajuda nada, aliás acho que até atrapalha. Vamos aos fatos: a clássica posição em que ficamos em pé (ou sentados) com a criança de costas para nós e a boquinha ligeiramente levantada para cima, NÃO funciona. Os odontopediatras que me perdoem, mas esta técnica que aparece em todos os livros foi inventada por alguém que não tinha filhos.

Escovar os dentes de criança de 3 anos bombardeada com pirulitos, sorvete, bolachas, chocolate e todo tipo de açúcar o dia todo não demora menos do que 10 minutos (se alguém disser o contrário vai ter que vir aqui em casa provar…). É tempo a mais para o monstrinho hiperativo estar parado na mesma posição. Na minha opinião vale tudo: por no colo, ficar em pé, sentar ou qualquer outra posição em que seja possível segurar a cabeça e escovar todos os cantinhos da boca. A primeira dica: um copo com água facilita muito, e se o copo tiver desenhos melhor ainda, quanto mais distraída estiver a criança mais fácil é a tarefa.

A pasta de dentes. Isso pode ser um pesadelo ou uma vantagem. Algumas crianças não gostam de determinadas pastas de dente. Meu filho não gosta de Colgate (e gosto não se discute), como podem ver na foto acima ele usa 3. Quando a luta para deixar escovar é grande, proponho a ele usar duas ao mesmo tempo, ou até mesmo as três (não vai ter execesso de flúor, cuspir os bichos para o tal copo faz parte da diversão).

Outros cuidados. Ter compressas (gaze) para no final retificar a escovação é sempre bom. A escova (no caso do meu filho são duas, o que também as vezes ajuda) deve ser macia nestas idades, para evitar problemas gengivais (principalmente no caso dos pais mais inexperientes ou menos habilidosos).

Um último recurso que utilizo para o caso de birras muito grandes são brinquedos da loja do chinês. Tem a dupla vantagem de ajudar a acalmar no banho (que geralmente é logo a seguir a escovação da noite) e daqui a 30 anos podem ser vendidos no Ebay por alguns milhares de dólares. A única desvantagem é aturar amigos psicólogos que dizem que não se deve comprar as crianças com presentes…

Continuo a ser da opinião de que tudo que se refere a bebês é coisa de mãe, mas é engraçado ver como as vezes estes pequenos pormenores da vida podem ser momentos tão bons :-)


3 comentários

  1. >q agonia de ver mães escovando a boca de crianças…q agonia mairo ver pais escovando a boca de crianças…
    Aqui em casa pra escovar tinha q ser meu pai pq a gente invocava q minha mãe machucava a gente…E meu pai sempre saía com torcicolo (eu e meu irmão e não podai ser um primeiro pq o outro ficava com raiva…tinha de ser ao mesmo tempo!!!!)

  2. >Caro colega, descobri seu blog hoje e estou viciada.
    Mas me desculpe, sou odontopediatra e nunca ouvi falar nesta técnica descrita por você.
    Em bebes, ensinamos as mães a tec. joelho a joelho, depois dos 3 anos, já se pode escovar com a criança de frente pra nos, ou do jeito que mas nos convenha, como vc mesmo descreveu.
    O que se indica, 'e que fiquemos atrás da criança e olhando pelo espelho se a mesma esta realizando uma boa escovação, mas isso numa idade mais avançada, onde a criança tenha uma boa coordenação motora.
    E vale ressaltar que o mais importante são os movimentos a serem feitos juntos a escova dental.
    Não fique brabo com sua mais nova fã. E que eu nunca ouvi falar mesmo!

    Abraços, e parabéns pelo blog!
    Erika.

  3. maria fernanda de araujo

    se a gente nao escovar o dente a gente vamos ficarmos com karem e com dor de dente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top